Em grandes equipes de tecnologia, a comunicação e colaboração no desenvolvimento de softwares se torna um desafio bastante complexo.
Nesse contexto, é bastante comum lidarmos com redundâncias desnecessárias, disfunções, lentidão para decisões e soluções de problemas, alto acoplamento e falta de clareza entre as dependências e relacionamentos.

Dependendo do momento da discussão e dos envolvidos, precisamos visualizar a arquitetura em diferentes níveis de abstração para tomar boas decisões de design e evoluir o software de forma sustentável.

Esse post da turma de engenharia do Spotify, conta muito bem como resolveram o desafio da visualização de software em um contexto de milhares de sistemas.

https://engineering.atspotify.com/2022/07/software-visualization-challenge-accepted/

--

--

Excesso de engenharia pode matar seu produto

Código ou design que resolva problemas que você não tem.
Paweł Głogowski

O post Overengineering can kill your product relata muito bem como o “excesso de engenharia” é mais comum do que imaginamos e as consequências da prática que pode levar produtos ao fracasso.

Alguns exemplos:
- Otimização prematura;
- Arquitetura baseada no hype;
- Reescritas de software.

Alguns impactos:
- Adiciona complexidade desnecessária;
- Aumenta custos de desenvolvimento e manutenção;
- Reduz a velocidade de iteração;
- Distancia o produto do almejado market-fit.

--

--